Dama de Espadas: deputados federais e senadores indicaram 129 cargos para a ALRN

Delação de Rita das Mercês aponta que integrantes da bancada federal potiguar foram responsáveis pelo ingresso de 129 novos cargos comissionados

Por Ronaldo Costa Josino 09/06/2018 - 20:11 hs

A ex-procuradora da Assembleia Legislativa Rita das Mercês Reinaldo, principal acusada na Operação “Dama de Espadas”, apontou, em delação premiada, que quatros deputados federais e dois senadores participaram do esquema de indicações ou sugestões de nomes para contratação do legislativo estadual. As informações foram publicadas no Blog do BG.

Ao todo, segundo a delação, os parlamentares citados pela delatora foram responsáveis pelo ingresso de 129 novos cargos comissionados.

Os deputados Walter Alves, Rafael Motta, Felipe Maia, Antônio Jácome e Fábio Faria, de acordo com a delação, participaram da indicação de 109 cargos. As alegações registradas no Termo de Colaboração número 9. Já os senadores José Agripino e Garibaldi Alves indicaram, ao todo, 20 pessoas.

A delatora, segundo a reportagem, apresentou planilhas com os nomes dos cargos indicados pelos parlamentares. A exceção foi de Antônio Jácome. Ela não relacionou todos os indicados pelo deputado.

Veja o número de indicações:

Deputados Federais

Walter Alves – 56 cargos

Rafael Motta – 32 cargos

Antônio Jácome – 15 cargos

Felipe Maia – 5 cargos

Fábio Faria – 1 cargo

Senadores

José Agripino Maia – 19 cargos

Garibaldi Alves – 1 cargo