Grossos, uma lotérica para 10 mil habitantes.

Dando uma boa olhada para trás tinha uma agência bancária, daquelas que vemos em Areia Branca e que chamávamos de banco.

Por Ronaldo Costa Josino 14/02/2019 - 18:41 hs

 

Para um município onde já pode contar com uma agência bancária, não é nem preciso explicar o significado da palavra desprogresso.

 

Se na bandeira do Brasil existe a celebre frase “Ordem e Progresso”, com certeza essa frase não se aplica ao município de Grossos.

Por aqui tem-se a impressão que o significado da palavra progresso é respeitosamente interpretada como o avesso, o contrário, antagônico, o oposto.

Dando uma boa olhada para trás tinha uma agência bancária, daquelas que vemos em Areia Branca e que chamávamos de banco.

Perdemos a agência, vieram os caixas eletrônicos. Perdemos os caixas.  Tínhamos um banco postal funcionando na Agência dos Correios, também perdemos.

Em fim, hoje com uma população de mais de 10 mil habitantes, Grossos se ver apenas com uma lotérica para todos os seus serviços.

Filas, horas e horas para ser atendido.

E a classe política?

A classe política, com raras exceções, parece inerte a todo esse desprogresso.

Onde vamos parar em?

Bora meu povo, vamos chegar junto aos deputados que por aqui foram bem votados e conseguir um caixa para Grossos!