Trilha Cor de Rosa: Emoção do começo ao fim.

Uma viagem que se você tiver coragem e muita vontade de aventura, se aliste e vá em frente. Se eu conseguir, você também consegue.

Por Ronaldo Costa Josino 26/04/2019 - 01:33 hs

Nas imagens do 1º vídeo (ver a baixo), quanta gente, quantas motos. Além dos mais de 100 motoqueiros que vão realmente se aventurar nessa trilha cheia de “surpresas”, muita gente se despedindo como se esses motoqueiros não voltasse tão cedo, como se a volta fosse daqui a uma semana ou um mês ou mesmo como se não voltasse mais, fosse morar em outro Estado.

Eu, Ronaldo Josino, por curiosidade ou simplesmente por gostar de registrar tudo que vejo, me dispus a “desbravar” essa paixão louca desses muitos motoqueiros que uma vez por ano saem com destino a Jaguaruana/CE por caminhos cheios de “armadilhas” lamaçais.

Na viagem com minha esposa na garupa que, digas de passagem, sempre muito preocupada com o que vinha pela frente, enfrentamos tempestade, chuva branda e muitas, muitas poças d’águas e lama.

Entre uma “poça” d`água que mais parecia lagoa e lama, fui ao “barro” como se diz, e assim também como se diz, levantei, bati a poeira e seguir viagem. Bom, de poeira não tinha nada, tudo muito molhado.

A atenção é dobrada em tudo, na lama, nas lagoas espalhadas pelo caminho, na areia, nas pedras e até nas galhas de plantas que alcançam a passagem e que se você não desviar, pode acabar levando uma “lapada”.

Sairmos de Grossos por volta das 09 hs e entre paradas para consertar motos, lagoas, lama, quedas e moto quebrada chegamos somente as 17 hs em Jaguaruana.

Uma viagem que se você tiver coragem e muita vontade de aventura,  se aliste e vá em frente. Se eu conseguir, você também consegue.

Nessa grande aventura um nome não posso deixar de citar, Damião. Ajeitando aqui, mexendo acolá, limpa, assopra, tira parafuso, arrocha parafuso e com muita solidariedade, dava atenção a todos, esquecia a trilha e ficava horas e horas consertando as motos dos colegas.

Bom, eu gostei, mesmo sendo uma viagem desgastante fisicamente, eu gostei e com certeza irei o próximo ano, dessa vez com a moto despenada.

Detalhe, eu voltei no mesmo dia.

Até o próximo ano.

Veja fotos aqui: Facebook.