Deputado do RN causa polêmica após dizer que colega “se excita” ao ouvir sua voz. Veja como foi:

O caso aconteceu entre o Deputado Cel. Azevedo (PSC) e a Deputada Izolda (PT)

Por Ronaldo Costa Josino 03/11/2019 - 09:47 hs

Izolda (PT)

A deputada Isolda Dantas (PT) fez pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (31), na Assembleia Legislativa, cobrando punição ao deputado Coronel Azevedo (PSC) pelo termo “excitada” usado pelo parlamentar em referência a ela. Isolda protocolou junto à Mesa Diretora um pedido de censura ao parlamentar, penalidade prevista no Regimento Interno da Casa.

Em seu pronunciamento, a deputada disse ainda ser comum entre parlamentares homens, na falta de argumentos, usarem expressões misóginas para “calar” e “constranger” a atuação feminina.

“A todo momento, nós, mulheres, somos constrangidas no exercício das nossas funções, como se fossemos desequilibradas. Isso acontece quando faltam argumentos. Divergências políticas podem existir, mas desrespeito jamais”, pronunciou-se, em fala apoiada pelos deputados Cristiane Dantas (SDD), Sandro Pimentel (PSOL), Francisco do PT e Eudiane Macedo, que declarou: “qualquer fala nesse sentido não ofende apenas uma mulher, mas sim todas nós”.

Isolda Dantas exemplificou o seu pronunciamento com o fato ocorrido ontem (30), durante reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, quando afirmou ter sido ofendida com declarações do deputado Coronel Azevedo.

Sandro Pimentel retomou o assunto em sua fala como orador. “Não aceito que qualquer colega seja desrespeitado”. Francisco do PT afirmou que apoia a participação feminina na política e pediu desculpas a Isolda em nome de todos os parlamentares homens do legislativo estadual.

Azevedo (PSC)

Na mesma Sessão desta quinta-feira (31), na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSC), usando o dicionário Aurélio justificou a expressão “perece se excitar” usada na reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, que aconteceu na quarta-feira (30), quando o deputado disse que a deputada Isolda Dantas (PT) parecia se excitar quando ele falava. Isolda se sentiu ofendida e acusou o deputado de machista.

Para explicar o fato. O deputado colocou um vídeo da CCJ. “Para que todos entendam o que aconteceu. Durante a minha fala a deputada Isolda me interrompeu como já fez várias vezes. Eu peço que os demais deputados assistam ao vídeo, antes de me acusarem de qualquer coisa. Me senti agredido pela deputada”, relatou Coronel Azevedo, salientando que tentam criar um factoide, como já fizeram no passado, mas que o eleitor brasileiro conseguiu virar a página nas últimas eleições.

O parlamentar disse ter dito que a deputada se excitava quando ele falava e usou o dicionário Aurélio para se justificar. “Eu disse que ela parecia se excitar quando eu falei, porque não permite que eu termine minha fala. Então eu vou ler aqui o significado de excitação. Excitar: ativar a ação de excitar os nervos; estimular; instigar”, justificou o Coronel Azevedo, acrescentando que exerce seu mandato com muito orgulho e em nome da verdade.

Ainda durante o seu pronunciamento o parlamentar, criticou o atual governo Estadual. “É um governo que se diz para os trabalhadores, mas é para os poderosos, que quer conceder benefícios às industrias com o dinheiro dos municípios. A governadora tem fechado hospitais, a assistência básica de saúde está em falta com a população. Esta governadora que por muitas vezes liderou os movimentos sindicais, agora dar as costas para os servidores públicos”, criticou o deputado.