Styvenson exibe conversa no WhatsApp em que prefeito recusa verba federal

Em resposta a mensagem de Styvenson, prefeito teria escrito – segundo conversas divulgadas pelo senador – que não teria interesse nos recursos e que preferia um ônibus

Por Ronaldo Costa Josino 23/01/2020 - 15:46 hs

Do Agora RN - O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) expôs trechos de uma conversa que teria mantido pelo aplicativo WhatsApp com o prefeito Atevaldo Nazário, do município de Encanto, no Oeste Potiguar. Nas mensagens, o prefeito aparece recusando uma verba de R$ 250 mil, que estaria sendo articulada por Styvenson junto ao Governo Federal e que seria destinada para a construção de um abatedouro na região.

Na conversa, Styvenson pede ao prefeito que regularize algumas pendências para que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) libere os recursos. Entre os impedimentos para o envio da verba, estaria a inscrição da Prefeitura de Encanto no Cauc, um cadastro de inadimplência mantido pelo Governo Federal. A inscrição nesse sistema impede a transferência de recursos federais para estados e municípios.

“O contrato de repasse do ministério da agricultura está aguardando publicação, mas o município continua com pendência no Cauc. Consta também várias diligências no contrato que precusam (sic) ser atendidas o mais rápido possível”, escreveu o senador, para o prefeito.

Inicialmente, foi divulgado que a verba – no valor de R$ 250 mil – seria proveniente de uma emenda parlamentar indicada por Styvenson no Orçamento Geral da União (OGU) em 2020, mas o senador não apresentou emenda neste teor. O Agora RN perguntou à assessoria do parlamentar qual é a origem dos recursos que ele está intermediando e aguarda esclarecimentos.

Em resposta à mensagem de Styvenson, o prefeito teria escrito – segundo as conversas divulgadas pelo senador – que não teria interesse nos recursos e que preferia receber um ônibus. O dinheiro disponibilizado, teria dito o prefeito, não daria para executar toda a obra.

 “Se for o matadouro vou querer não.. / Primeiro 250 não dar nem para começar / Eu iria ficar com uma obra sem condições de terminar / Fico aguardando os ônibus caso o senador possa ajudar Encanto agradecerá”, escreveu o prefeito, em quatro mensagens separadas.

Em entrevista à Rádio Obelisco, de Pau dos Ferros, o senador repudiou as falas do prefeito e destacou que não teme processo por divulgar a conversa. “Não tem conversa particular entre entes públicos. Não tem conversa particular entre prefeito e senador. A população vai saber. Então, não converse porcaria comigo não. A população sabe com quem está lidando, sabe com quem está conversando”, afirmou Styvenson.

O Agora RN procurou o prefeito, mas ele não atendeu aos telefonemas da reportagem.