Coronavírus já deixou mais de 15.000 mortos no mundo

País com mais óbitos é a Itália, seguida pela China e pela Espanha; globalmente foram registradas mais de 349.000 infecções

Por Ronaldo Costa Josino 23/03/2020 - 14:42 hs

VEJA - O novo coronavírus deixou pelo menos 15.300 mortos em todo o mundo, de acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira, 23, pela Universidade John Hopkins, que mantém um monitoramento em tempo real da pandemia de Covid-19. Globalmente, foram registrados mais de 349.000 casos da doença.

O país com o maior número de pacientes segue sendo a China, com 81.496 casos e 3.274 mortes. Em seguida estão a Itália, com 59.138 casos e 5.476 mortes, e os Estados Unidos, com 35.224 infectados e 471 óbitos.

O número de pessoas infectadas nos Estados Unidos, Espanha e Alemanha ultrapassou os casos no Irã, que até semana passada era o terceiro país mais atingido pela pandemia. Os países com o maior número de óbitos em 24 horas foram Itália, Espanha e Irã.

O número de casos positivos diagnosticados reflete apenas uma parte do número total de infecções devido às diferentes políticas de cada país para diagnosticar os doentes e ao fato de que alguns testam apenas as pessoas que precisam de hospitalização.

A partir deste sábado, Romênia, Kosovo, Colômbia, Afeganistão, República Democrática do Congo, Republica Checa, Chile, Gana e Chipre anunciaram as primeiras mortes ligadas ao novo coronavírus em seu território. A Faixa de Gaza, Timor Leste, Uganda, Eritreia e Moçambique diagnosticaram seus primeiros casos.

Os números divulgados pela Universidade Johns Hopkins são atualizados mais rapidamente do que os dados oficiais divulgados diariamente pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o último relatório publicado pelo órgão neste domingo, 22, foram registrados 292.142 casos em todo mundo, além de 12.784 mortes.