Centenas de candidatos milionários recebem Bolsa Família e auxílio emergencial.

Procurados, parte dos candidatos afirmou que não solicitou os benefícios ou que seus dados foram usados de forma indevida. No entanto, alguns admitem que se cadastraram.

Por Ronaldo Costa Josino 05/10/2020 - 22:29 hs

Mais de 500 candidatos das eleições de 2020 com patrimônio de mais de R$ 1 milhão receberam auxílio emergencial ou Bolsa Família neste ano. O número foi identificado pelo UOL, cruzando dados públicos dos candidatos com as folhas de pagamentos dos benefícios referentes a maio e junho. 

Procurados, parte dos candidatos afirmou que não solicitou os benefícios ou que seus dados foram usados de forma indevida. No entanto, alguns admitem que se cadastraram.

Mestre Rodrigo (PSOL), por exemplo, é candidato a prefeito de Bebedouro, em São Paulo, declarou à Juastiça Eleitoral mais de R$ 1 milhão em bens e recebeu auxílio emergencial. Ele afirmou que parte considerável desse valor é composto por "valor sentimental" que tem sobre sua academia.

"Gostaria de ser milionário, mas não chego nem perto. Eu tenho uma academia, a primeira coisa que parou [com a pandemia]", afirmou. "Pedi auxílio, tenho direito. Só foram duas parcelas de R$ 600", explicou

Na folha de pagamentos do Bolsa Família também constam candidatos milionários.

É o caso da candidata a vereadora em Mimoso de Goiás, no estado de Goiás, Jania de Seu Geraldo (PSL). Ela declarou R$ 1,2 milhão em bens à Justiça Eleitoral e recebeu recebeu, este ano, três parcelas do Bolsa Família no valor de R$ 179 cada.

Ela contou que foi beneficiária do programa mas não é mais. Disse, ainda, que não sacou nenhuma parcela em 2020. "Só se tiver alguém pegando no meu nome", afirmou.

Fonte: UOL - Via Portal Grande Ponto