Prefeito toma posse montado em boi e reduz o próprio salário em 90%

Tiago Dias receberá um salário mínimo ao invés dos vencimentos de 15 mil reais até dezembro

Por Ronaldo Costa Josino 05/01/2021 - 17:20 hs

Salvador - Tiago Dias (PC do B), eleito prefeito de Jacobina, na Bahia, chamou atenção ao vestir trajes de vaqueiro e ir montado em um boi na última sexta-feira (1) quando tomou posse na Câmara Municipal da cidade.

Mas foi nesta segunda-feira (4), em seu primeiro decreto como mandatário da cidade, que o agricultor tomou uma decisão importante, mas atípica: de reduzir seus vencimentos em 92%. Tiago teria direito a receber um salário de R$15 mil, mas determinou que receberá um salário mínimo, cerca de R$ 1100 até dezembro deste ano.

Dias disse que não falou durante a campanha eleitoral sobre sua redução salarial para não parecer demagogo:

"Não falei em campanha sobre o decreto, para não ser demagogo. E fiz quando tive à disposição o Diário Oficial, para publicar a decisão dessa medida. Estou realizado, contente e feliz. Porque o homem público, o prefeito, ele não está nem acima e nem abaixo do trabalhador e da trabalhadora, tem que estar lado a lado. Não adianta no discurso a gente colocar que está trabalhando para o povo, se não viver como o povo vive", declarou.

Com o corte no salário, R$ 170 mil serão retornados aos cofres públicos. O político declarou que esse valor será distribuído para instituições que ajudam crianças em situação de vulnerabilidade.

Tiago Dias foi vereador em Jacobina entre 2012 e 2020, e disputando sua primeira eleição para prefeito, recebeu 45,82% dos votos  e bateu os outros dois candidatos que estavam na disputa.

O Dia.